Projecto Escola Digital

Foi aprovado, na última reunião de Câmara, o projecto "Escola Digital", uma iniciativa da própria autarquia, em colaboração com o Centro de Competência da CERCIFAF, que visa incentivar as escolas ao desenvolvimento de actividades em formato digital.

Cartaz

"Consiste em renovar uma actividade que temos vindo a desenvolver com as escolas que pretende que elas tirem partido das novas tecnologias e dos computadores que lá colocamos", explicou o vereador da educação. "E mais um incentivo para que aproveitem esta ferramenta e a utilizem para valorizar a sua prática educativa", acrescentou Antero Fernandes.

No fundo é proposto aos alunos, com a ajuda dos professores, que criem ou actualizem o site da escola, desenvolvam apresentações electrónicas, procedam à organização de registos, testemunhos e outros documentos em formato digital, entre outras actividades.

"É também objectivo que o trabalho que é desenvolvido numa escola possa ficar on-line e possa ser aproveitado pelos restantes alunos do concelho uma vez que quase todas as escolas já tem a sua página na Internet", disse ainda o responsável.

Para o vereador da educação o projecto "Escola Digital" deve também ser encarado como um apelo à criatividade dos professores "no sentido de tirarem cada vez mais partido destas novas tecnologias" e com isto motivarem os alunos.

São admitidas a esta iniciativa as escolas do primeiro ciclo do concelho de Fafe e cada escola pode apresentar, via agrupamento, uma única inscrição a dar entrada na Casa Municipal da Cultura até ao dia de hoje, três de Março. Os produtos criados que devem obedecer a dois temas propostos (Para uma escola segura e Preservação do património natural) serão mais tarde apreciados por um júri composto por dois representantes da Câmara Municipal de Fafe e dois representantes do Centro de Competência da CERCIFAF.

As três escolas que apresentem os melhores trabalhos terão direito a um prémio que será no valor de 500 euros para a melhor classificada, de 400 euros para o segundo lugar e de 300 euros para o terceiro. As escolas que aderirem terão ainda direito a um prémio de participação no valor de 100 euros.

Cabe ao Centro de Competência da CERCIFAF prestar apoio às escolas, ao nível da utilização técnica e pedagógica das ferramentas informáticas, bem como o aconselhamento no desenvolvimento das actividades, estando previsto que seja estabelecido um plano de acompanhamento com cada uma das escolas participantes.

Os produtos finais, que devem estar concluídos até 26 de Maio de 2006, serão publicados em formato digital, ficando disponíveis para consulta através da Internet.

Elsa Lima, Jornal Correio de Fafe, 3 de Março de 2006

| Página optimizada para uma resolução de 1360x768 ou superior. | Google Chrome v.22 ou superior. | Webmaster roger@cercifaf.pt |